Amar é Simples e Necessário

Durante toda a minha vida sempre percebi que eu via o mundo de maneira diferente da maioria das pessoas. E por achar que esta maneira era mais colorida, mais divertida e agradável, sempre desejei escrever um livro que, de alguma forma, mostrasse para as pessoas o amor com que vejo a vida.

Mas faltava-me a conclusão apropriada.

No ano de 2001, passei por sérios problemas de saúde, e achei, com toda a convicção que me era possível, que eu iria morrer. Por duas vezes, neste mesmo ano.

A minha cura veio de maneira tão surpreendente que me permitiu perceber que, mais que um corpo doente, eu tinha um espírito que precisava ser curado.

Eu, que sempre achei que via a vida com um amor todo especial, de repente fui forçado a encarar que havia deixado a rotina do dia-a-dia abafar este amor, e que justamente isto estava me matando aos poucos.

O livro que sempre quis escrever agora tinha uma conclusão, forjada no fogo frio de uma mesa de operações. E uma conclusão tão forte e marcante que com certeza ajudaria os leitores a viver a (re)descoberta do sentimento de amor junto comigo, mais do que qualquer explicação poderia fazer.

Pois este livro não tem explicações.

Este não é um livro sobre o amor.

É um livro com amor.

Envolva-se!

E uma boa leitura!

Comentários da Imprensa

 "Ler os originais de Alexandre Lobão foi uma bela surpresa: sentimento transmitido por uma linguagem de primeira."

Lya Luft

Para saber mais

  • Este livro foi publicado em pequena tiragem, sob encomenda, e atualmente encontra-se sem contrato de publicação.

Voltar